Somos assim: somos o que pensamos, o que sentimos...e somos acima de tudo, aquilo em que acreditamos!
Nossos ídolos são nossos espelhos...refletem nossa alma, e nos levam ao encontro de nossos desejos, nossos sonhos, nossas fantasias, nosso eu mais profundo...e nos tornam muitas vezes mais fortes, porque acreditamos neles!
Somos assim: sedentos por nos apaixonar, por acreditar, por nos sentir vivos...e é isso que nos torna seres tão incrivelmente sedutores e apaixonantes!

domingo, 22 de abril de 2007




SEM PALAVRAS

As palavras, assim como a água, em dias de seca, parecem por vezes, esvair-se da mente, parecem correr, descer corredeiras a fio, fugindo sem rumo nem tino, buscando talvez um vazio, onde possam descansar em paz, longe do tempo e do espaço, da coerência, da métrica, da prudência, divina ou não, da prisão que as ordena, fazendo dar sentido aos sentidos da razão!
Hoje elas estão assim, confusas, desordenadas, fazendo festa profana no templo da minha razão...fazendo zoeira, mafuá, ziquizira, muvuca, me pondo em polvorosa...me levando a recorrer aos sábios de plantão...Valei-me santa Cora, salvai-me da escuridão, da falta das letras, do silêncio da razão!
Aninha e suas pedras

Não te deixes destruir...
Ajuntando novas pedras e construindo novos poemas.
Recria tua vida, sempre, sempre.
Remove pedras e planta roseiras e faz doces.
Recomeça.
Faz de tua vida mesquinha um poema.
E viverás no coração dos jovens e na memória das gerações que hão de vir. Esta fonte é para uso de todos os sedentos.
Toma a tua parte.
Vem a estas páginas e não entraves seu uso aos que têm sede.
Cora Coralina (Outubro, 1981)





Um comentário:

Zero disse...

Poetas e poesia não tem idade, percorrem o tempo e o espaço com palavras eternas que sobrevivem a holocaustos literários, a patrulhas ideológicas e a todo tipo de tempestade, porque as palavras que esses poetas tiram de seus corações e de suas mentes jorram como á água bendita que mata a nossa sede espiritual... benditos sejam os poetas e as poetisas de todo o mundo... Salve Cora Coralina.