Somos assim: somos o que pensamos, o que sentimos...e somos acima de tudo, aquilo em que acreditamos!
Nossos ídolos são nossos espelhos...refletem nossa alma, e nos levam ao encontro de nossos desejos, nossos sonhos, nossas fantasias, nosso eu mais profundo...e nos tornam muitas vezes mais fortes, porque acreditamos neles!
Somos assim: sedentos por nos apaixonar, por acreditar, por nos sentir vivos...e é isso que nos torna seres tão incrivelmente sedutores e apaixonantes!

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Relação custo/benefício : a vida ensina essa lição.

Viver custa muito caro.
Vestir-se custa muito, comer, andar de carro, andar de ônibus, trem, metrô, trabalhar, tudo muito caro.
Procurar emprego: custa caro.
Cuidar da saúde: custa caro.
Ficar bonito, melhorar a auto-estima: custa muito caro.
Criar os filhos: custa caro.
Ter filhos: custa caro.
Estudar: custa muito caro.
Viajar, ir ao cinema, tirar férias: custa muito caro.
Ir ao dentista, comprar um óculos, remédios: tudo muito, muito caro.
Morrer: custa caro!
Quanto vale tudo isso? O que se ganha, com todo esse gasto?
Vale o tempo de uma vida, que se vai, contra nossa vontade, contra a vontade do nosso relógio, pois não temos hora marcada para essa partida; vale um tempo precioso, muitas vezes gasto com valores pequenos.
Quanto custa um abraço? Um afago, uma palavra de conforto, um gesto amigo?
Custa o tempo de um "abrir e fechar" de braços, o tempo de um movimento labial, o tempo de um olhar caridoso e confortante,custa o tempo de um simples gesto.
E quanto vale? E como vale!
Vale um conforto na hora certa, vale uma lágrima a menos derramada, vale um dia a menos, ou horas, não importa, de tristezas, angústias, solidão.Vale momentos de alegria, vale a segurança, um abrigo, um sorriso de alívio.
Me dê seu abraço, receba o meu...e a vida em preto e branco, ganha cor e muito mais valor!


Abaixo, uma história real e emocionante, vale a pena ler e ver o vídeo.

"Sou alguém em busca de um abraço...o abraço que me dá vida, o abraço que me aquece...o abraço que me cura as feridas...o abraço que me excita...o abraço que acalanta os meus sonhos...o abraço que me salva...me redime...me faz e me desfaz!"

Onde tudo começou

Há um ano atrás, Juan Mann era só um homem estranho que ficava parado no Pitt Street Mall em Sydney, Austrália oferecendo abraços de graça para as pessoas que passavam pelas ruas. Um certo dia, Mann ofereceu um abraço a Shimon Moore, o líder da banda Sick Puppies e, desde então se tornaram bonsamigos.
Um certo dia Moore decidiu gravar Mann fazendo sua campanha por "Free Hugs". À medida que o Free Hugs atingiu proporções maiores, o conselho da cidade tentou banir a campanha . Então Mann e seus amigos fizeram uma petição com mais de 10.000 nomes apoiando a campanha do abraço de graça.
Quando a avó de Mann morreu, Moore decidiu mixar o vídeo que ele tinha feito do Free Hugs com a música All the Same, que ele havia gravado com a sua banda Sick Puppies.
Vale a pena conferir o vídeo. Um filme que apresenta uma verdadeira história que inspira humanidade e esperança.
Algumas vezes um abraço é tudo que precisamos.
Free Hugs é uma história real, sobre um homem que acreditava que sua missão era trazer alegria na vida das pessoas através de um abraço.
"Note que o vídeo é em preto e branco e, só ganha cor após Juan Mann receber o seu primeiro abraço."

video