Somos assim: somos o que pensamos, o que sentimos...e somos acima de tudo, aquilo em que acreditamos!
Nossos ídolos são nossos espelhos...refletem nossa alma, e nos levam ao encontro de nossos desejos, nossos sonhos, nossas fantasias, nosso eu mais profundo...e nos tornam muitas vezes mais fortes, porque acreditamos neles!
Somos assim: sedentos por nos apaixonar, por acreditar, por nos sentir vivos...e é isso que nos torna seres tão incrivelmente sedutores e apaixonantes!

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Em meio ao nada

No asfalto quente uma fresta que rompe
água da chuva, restos, poeira
acúmulo, adubo sem eira
aos poucos um resquício de vida
desponta, aponta, resiste

Entre largas passadas da vida agitada
pés descalços
biroscas, peladas
pipas içadas, cortantes
balas perdidas, vidas ceifadas

Brota o verde, sobrevivente imponente
como a tentar proteger
desafiando leis
rasgando cimento armado
mostrando a força que tem

E, em meio à tantas agruras
do dia a dia massante,
dessa luta impávida
desse viver desgastante
ecoa da fresta um grito
mudo, calado
exaurido

O grito da esperança
que cala, mas nunca se cansa!

6 comentários:

† Keka † disse...

Obrigada por sua visitinha! Lindo seu Blog, adorei!

† Keka † disse...

Pode participar im Moniquinha! Não tem problema quanto a galeria tá!

BLOG DO ZÉ ROBERTO disse...

Belissima poesia. As flores brotam, o verde brota, ultrapassa barreiras e isso é um exemplo pra todos nós Moniquinha. Que belo, que tocante, que delicioso poema. Beijão poetisa...

Dani (ela) disse...

ai que tudo aqui mudou!!

tudo violeta!

atualiza que quando dá venho aqui.

contunuo sem computador, sem internet, sem conversar com um monte de gente legal...

bjo querida :-)

Paulo Alberto disse...

Mônica, acho que ainda vou me deixar influenciar pela arte da escrita, pois estou encantado com as tuas poesias baby. Lindas palavras de uma escritora que me parece ser muito sensivel. Preciso de uma iniciação nesse universo e creio que seus trabalhos serão pra mim um perfeto estímulo hibey... Congratulations baby, você escreve muito bem. Quero ler muito mais do ue você escreve... kisses girl!

Flávio Otávio Ferreira disse...

Muito belo seu espaço. Esta poesia então, um primor. Abraços!