Somos assim: somos o que pensamos, o que sentimos...e somos acima de tudo, aquilo em que acreditamos!
Nossos ídolos são nossos espelhos...refletem nossa alma, e nos levam ao encontro de nossos desejos, nossos sonhos, nossas fantasias, nosso eu mais profundo...e nos tornam muitas vezes mais fortes, porque acreditamos neles!
Somos assim: sedentos por nos apaixonar, por acreditar, por nos sentir vivos...e é isso que nos torna seres tão incrivelmente sedutores e apaixonantes!

terça-feira, 11 de setembro de 2007

Viver é uma arte!



A arte imita a vida ou a vida imita a arte? Nunca
sei ao certo. O mais certo, no entanto, é que alguém deve ter mexido no meu roteiro.

Sequestraram o meu príncipe encantado, ou então
caçaram o sapo, que deveria vir a ser o tal, ou, roubaram o bilhete premiado, cancelaram o baile, deram o endereço errado à fada madrinha, ou deram um tombo na figurante, ao invés de jogar à mim, aos pés do galã.

Vai ver até, que me confundiram com a vilã, e me
deram o fim trágico e malfadado que a ela caberia, e, nesse caso, valha-me Deus...o pior ainda está por vir. Acho melhor interromper as filmagens, cortar a verba, assassinar o diretor e o roteirista...convém nem saber como vai acabar essa história.

Ou, talvez o melhor mesmo seja acordar do sonho, e
compreender, que nem uma coisa nem outra, na verdade, VIVER é uma arte, e o final feliz, nada mais é, do que uma consequência para quem soube escrever bem seu roteiro.

Pois é, prancheta na mão, canetinha na orelha,
olhos atentos na vida, e vamos lá...tenho um roteiro inteirinho a reescrever.

Que os Zeffirellis, Scorceses, Glaubers,
Babencos, Almodovars, e os demais monstros da sétima arte, me iluminem, me inspirem, e tenham pena de mim.

Amém.

2 comentários:

BLOG DO ZÉ ROBERTO disse...

Sabe Moni, ás vezes eu também acho que também mexeram no meu roteiro em alguns quesitos. Vejo por vezes a felicidade plena um pouco distante, mas dentro da crença que eu professo, aprendo que muitas vezes nós mesmos criamos nossos roteiros para podermos depurar nossos espiritos de faltas cometidas no passado e em outras existências e as barreiras e as dificuldades são necessárias para limparmos o nosso espírito de algumas imperfeições e defeitos e que aí sim, com a depuração e a nossa melhoria ESPIRITUAL, poderemos sim mudar a nossa programação para melhor ainda nesta existência e que a felicidade virá, com certeza. Chico Xavier, essa grande figura Brasileira, proferiu uma frase que tem sido pra mim uma bandeira nesse meu processo de mudança espiritual para melhor:

"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim"

Pois é Moniquinha, as vezes tenho a certeza de que todos nós seremos felizes e eu luto pra isso. Acredite, eu de minha parte o que puder fazer pra ajudar a melhorar o seu roteiro, eu farei, pode acreditar minha linda. Beijos querida e tenha muita fé e confiança em Deus! Seja feliz hoje e sempre e que vc num futuro próximo seja a estrela de grandes e belíssimas produções!

Gairova disse...

Maninha, num mexero não! Você não viu o final feliz porque o final dessa história ainda está muito longe. Uma coisa que aprendi é que as histórias sem conflitos, muito lineares, também não tem muita graça. O bom romance, tem elementos complicadores, desafios,derrotas, vitórias, conquistas... até chegar ao ápice e então ter seus nós desatados...(ou não).rsrsrs...Bela tag, viu.
bjins