Somos assim: somos o que pensamos, o que sentimos...e somos acima de tudo, aquilo em que acreditamos!
Nossos ídolos são nossos espelhos...refletem nossa alma, e nos levam ao encontro de nossos desejos, nossos sonhos, nossas fantasias, nosso eu mais profundo...e nos tornam muitas vezes mais fortes, porque acreditamos neles!
Somos assim: sedentos por nos apaixonar, por acreditar, por nos sentir vivos...e é isso que nos torna seres tão incrivelmente sedutores e apaixonantes!

sábado, 1 de setembro de 2007

Hoje eu pensei em flores...lembrei-me de uma música, e de um vídeo que vi há muitos anos atrás...a música tá aqui...o vídeo vem depois...a beleza tem contrastes muitas vezes chocantes!





Flores
Marisa Monte/Composição: Toni Belotto

Olhei até ficar cansado
De ver os meus olhos no espelho
Chorei por ter despedaçado
As flores que estão no canteiro...
Os punhos e os pulsos cortados
E o resto do meu corpo inteiro
Há flores cobrindo o telhado
Embaixo do meu travesseiro...
Há flores por todos os lados
Há flores em tudo que eu vejo...
A dor vai curar essas lástimas
O soro tem gosto de lágrimas
As flores têm cheiro de morte
A dor vai fechar esses cortes...
Flores!Flores!
As flores de plástico
Não morrem...

3 comentários:

BLOG DO ZÉ ROBERTO disse...

Bom, não sei se já te disse, mas não sou fã da Marisa Monte, aliás dela só gosto de 3 músicas e essa é uma delas. Gosto muito dessa letra e da melodia. Já a imagem que vc usou é belíssima hein? É criação sua? gostei muito mesmo!! Parabéns pela postagem Monica, linda!!

MARIS disse...

Monka
Amei tudinho e voltei pra deixar outro recado. O vídeo é chocante mesmo, dá uma boa discussão.E eu adoro discussões, debates!!!A gente aprende muito nessa troca. Vê se há uma maneira de consegui-lo pra mim.
Essa letra é demais... e acho que tem muito a ver com o vídeo, não pelas flores rsrsrs, mas pela idéia!!!
"Despedaçamos flores"..."desperdiçamos vida". Só nos resta flores de plástico: uma invenção de um ser que é bípede, mamífero, que se destingue dos outros animais por apresentar um telencéfalo muito desenvolvido e polegar opositor... considerado extremamente inteligente, ou seja, classificado como Ser humano.
Putz, somos complexos demais né? Tanto que nos atrapalhamos. É tanta trapalhada que até nos distanciamos de nós mesmos. Nos distanciamos dessa dimensão do Ser.

Dani (ela) disse...

as flores de plástico não morrem... mas também não vivem, né?

bjo MINHA FRÔ!!!!