Somos assim: somos o que pensamos, o que sentimos...e somos acima de tudo, aquilo em que acreditamos!
Nossos ídolos são nossos espelhos...refletem nossa alma, e nos levam ao encontro de nossos desejos, nossos sonhos, nossas fantasias, nosso eu mais profundo...e nos tornam muitas vezes mais fortes, porque acreditamos neles!
Somos assim: sedentos por nos apaixonar, por acreditar, por nos sentir vivos...e é isso que nos torna seres tão incrivelmente sedutores e apaixonantes!

domingo, 18 de março de 2007


Arte, expressão da vida!

A Arte é a expressão maior dos sentimentos, dos anseios, da alma de um povo!
A cada nota musical, a cada passo de dança, a cada pincelada, cada linha rabiscada...um sonho que se desenha, um desejo que toma vida, uma vida que ganha cor, um silêncio que ganha eco, uma explosão de almas, capaz de abrandar o coração mais rude!
É assim desde que o mundo é mundo, temos em nossas veias a ânsia muitas vezes aprisionada, de vivermos outra vida, de vestirmos outra face, de falarmos outra língua, de sermos o que não somos.
Quem nunca deixou verter uma lágrima ouvindo uma bela canção, de amor ou não, que tocasse fundo na alma, que nos remetesse o pensamento e a emoção à temas profundos, que falassem de amor, ódio, tristeza, sonho, miséria, alegria, e tantos outros?
Quem nunca viajou, nas asas do pensamento, lendo um belo livro, uma bela poesia, com histórias inimagináveis, muitas vezes irreais, mas deliciosamente envolventes?
Quem nunca sentiu-se tomado de uma leveza, de um encantamento, nos passos da bailarina, que ora, parece pairar, leve como a folha da árvore que cai sem a menor pressa, ora, pisa e desliza, com a força e decisão de uma chuva torrencial em pleno verão?
Quem, nunca se contorceu diante de uma obra de arte, virando o pescoço, chegando perto, distanciando-se, tentando compreender as linhas, as cores, os contornos, a mente do artista que enxerga através, adiante, além, muito além da nossa compreensão?
Quem, nesse mundo, seria capaz de negar, os efeitos e conseqüências positivas, que podem ser captados em pessoas que passam a ter um contato mais efetivo com vários tipos de arte? Em tratamentos nos hospitais psiquiátricos, por exemplo, em escolas, muitas vezes de bairros pobres, nas Ongs, onde se trabalha com todo tipo de expressão artística, desde o mais simples artesanato, até a dança, que acaba muitas vezes dando lindas oportunidades à pessoas que jamais poderiam sequer sonhar com isso.
Ah, Deus, às vezes me pego divagando, tentando imaginar... por onde andam, o pensamento e a atenção do homem, que se diz moderno e evoluído, e não se apercebe de algo tão simples e tão fundamental? A necessidade de alimentar a alma e o sentimento do homem, instigar a doçura, ao invés da revolta, a sensibilidade ao invés da dureza, aguçar a curiosidade, ao invés da soberba, provocar a criatividade, ao invés da raiva, da ira, estimular a busca do conhecimento, a sede do saber, essa vontade quase sempre aprisionada que temos, de vestir uma fantasia e sair por aí, de Bethoven à Ana Botafogo, de Platão à Tarcila do Amaral, de Stanislavsky à Rui Barbosa, de Carmem Miranda à Van Gogh, vestidos de sonho, e acreditando que a vida realmente vale à pena!

Um comentário:

ticoportela disse...

realmente a arte inspira corações,liberta nossas mais profundas ilusões e esse texto esta falando a mais pura verdade, uma só nota musical pode nos tocar no fundo da alma sinceramente de todo o blog este texto foi o que mais gostei lindissimo.